Share

Archive for Julho 2014


INGREDIENTES

1 frango inteiro
2 cubos de caldo de galinha
1 limão
1 garrafa de cerveja em temperatura ambiente

MODO DE PREPARO

Lave bem o frango por dentro e por fora. Introduza-lhe os dois caldos e tape com o limão, que deve estar cortado numa das pontas. Deite-lhe a cerveja por cima e alguma dentro. Ponha o frango a assar em forno médio, tendo o cuidado de o virar de vez em quando, asse até dourar e amaciar a carne.

Vinho recomendado: Cunha Martins Reserva Tinto 2007
Frango com cerveja Full View

INGREDIENTES

250 g de pão-de-ló (bolo tipo pão de ló)
500 g de açúcar
125 g de amêndoas moídas sem pele
9 gemas
1 ovo inteiro
200 ml de água

MODO DE PREPARO

Leva-se ao fogo o açúcar com 200 ml de água. Deixe ferver durante cinco minutos para que forme uma calda. Depois corte o pão-de-ló em fatias numa travessa e regue com metade da calda de açúcar. Junta-se ao restante açúcar e deixa- se ferver dois minutos. Às gemas mexidas e bem batidas, junta-se um ovo inteiro. Mistura-se bem e leva-se ao fogo. Mexe-se até engrossar. Retira- se e deita-se sobre o pão-de-ló umedecido. Polvilha-se com canela e decora se com cerejas cristalizadas.
Barriga de freira Full View

INGREDIENTES:

Trufa
300 g de chocolate ao leite
100 g de chocolate meio-amargo
1 xícara das de chá de nozes moídas
1 colher das de sopa de glucose de milho
1/2 lata de creme de leite
1 colher das de café de essência de nozes

Cobertura:
300 g de chocolate ao leite
150 g de nozes
amêndoas ou castanhas trituradas


MODO DE PREPARO:

Pique os dois chocolates e ponha-os em uma panela. Leve ao banho-maria e mexa até derreterem completamente. Retire do fogo e junte o restante dos ingredientes. Mexa e leve à geladeira por 12 horas. Com as mãos untadas faça bolinhas com essa massa. Derreta o chocolate da cobertura em banho-maria e mexa até que o chocolate esfrie. Banhe as trufas, escorra o excesso de chocolate e passe-as nas nozes, amêndoas ou castanhas trituradas.
Trufas de nozes Full View

INGREDIENTES

300 g de lombo de bacalhau
1 cebola média em rodelas finas
1 colher das de sopa de salsinha picada
1/2 xícara de azeite extravirgem
Azeitonas pretas

MODO DE PREPARO

Desfie finamente o bacalhau seco com as mãos. Lave-o em água corrente duas ou três vezes para tirar o excesso do sal. Coloque-o numa tigela e junte a cebola e a salsinha. Regue com o azeite e use as azeitonas para decorar. Sirva com fatias de pão.
Bacalhau cru desfiado Full View


INGREDIENTES

1 lampreia
100 ml de azeite
50 g de banha de porco alentejano
150 g de presunto de boa qualidade
2 cebolas
1 folha de louro
4 dentes de alho
300 ml de vinho tinto alentejano
2 cravinhos
1 molho pequeno de salsa
250 g de arroz carolino
q.b. de água
q.b. de vinagre de vinho branco
q.b. de sal grosso
q.b. de pimenta branca moída

MODO DE PREPARO

Depois da lampreia arranjada e limpa, aproveita-se todo o sangue que se mistura com o vinagre numa tigela. “ Reserva-se”
Corta-se a lampreia aos bocados e coloca-se num recipiente com vinho, alhos, louro, cravinhos, sal e a pimenta.
Deixe marinar umas horas.
Num tacho faça um refogado com as cebolas picadas, os alhos picados, azeite e a banha.
Quando a cebola começar a ficar dourada, junte o presunto cortado aos cubos pequenos.
Deixe refogar um pouco, junte a lampreia e de seguida a marinada. Deixe ferver um pouco e cubra a lampreia com água.
Deixe cozinhar e assim que ela esteja cozida retire-a do caldo para uma travessa.
”Reserve”
Nesse caldo adicione mais um pouco de água se necessário e coza o arroz.
A meia da cozedura misture o sangue com o vinagre.
Retifique o tempero a seu gosto.
Quando estiver quase cozido, junte a lampreia e a salsa picada. Envolva com cuidado para não desfazer a lampreia e sirva de imediato.
Arroz de lampreia Full View


INGREDIENTES

3 dentes de alho
um ramo pequeno de manjericão fresco
azeite
1 malagueta vermelha fresca
2 x 400g latas de tomates cherry
sal e pimenta do reino
vinagre de vinho tinto
4X 150g filetes de peixe branco, como coley, badejo ou Pollock, sem a pele e as espinhas retiradas
um punhado de azeitonas pretas
1 colher de sopa de alcaparras escorridas

MODO DE PREPARO

Para fazer o molho:
Descasque e fatie finamente os dentes de alho. Escolha as folhas de manjericão e colocar de lado, finamente cortar os caules.
Adicionar azeite em uma panela grande em fogo médio. Adicione o alho e talos de manjericão. Pique a malagueta uma vez com uma faca de modo que não explodem em caso de fritura, e adicione à panela. Passe suavemente o alho até alourar, mas não dê muita cor, mexendo ocasionalmente.
Adicione as latas de tomate e tempere ligeiramente com sal e pimenta. Lentamente cozinhe em fogo baixo por 30 minutos. Retire a malagueta. Mexa os tomates com uma colher de pau. Tempere o molho com muito cuidado, com mais sal e pimenta, se necessário, e adicionar um gole pequeno de vinagre de vinho tinto para dar-lhe um pouco sotaque.

Para preparar e cozinhar seu peixe:
Pré-aqueça o forno a 220C.
Despeje o molho de tomate em uma assadeira (cerca de 20cm x 30cm). Tempere o peixe Filetes de ambos os lados com um pouco de sal e pimenta, coloque em cima do molho. Esmague as azeitonas, usando a base de uma jarra ou algo pesado, e remover as pedras. Salpique as azeitonas e alcaparras sobre o peixe. Espalhe o manjericão reservado e deite sobre o peixe.
Cozinhe no forno por cerca de 15 minutos ou até que o peixe esteja cozido (verifique com o corte na parte mais grossa de um ou dois dos filetes, que devem ser branco perolado e não transparente.
Adorável servido com batatas e uma salada verde.

Vinho recomendado: Quinta do Bucheiro Malvasia Fina Branco 2010
Peixe branco cozido com azeitonas e um molho de tomate simples Full View


INGREDIENTES:

250 g de bacalhau demolhado e dessalgado
200 g de batatas cozidas com casca
1/2 cebola
1 colher das de sopa de salsa picada
1 cálice de vinho do Porto (pequeno)
3 a 4 ovos
sal
pimenta
noz-moscada
óleo para fritar

MODO DE PREPARO

Descasque as batatas e faça um puré. Reserve. Cozinhe o bacalhau, escorra, tire as peles e as espinhas e desfie muito bem, até ficar completamente desfeito em fios. Numa tigela, junte o puré de batata, o bacalhau, a cebola e salsa picadas finamente, o vinho do Porto, e tempera-se com sal, pimenta e noz-moscada e vá misturando muito bem a cada adição. Junte os ovos inteiros, um a um, e continue misturando muito bem a massa até  uma consistência ideal, que forme os bolinhos. (A quantidade dos ovos depende muito do tamanho dos ovos e da qualidade da batata. Por isto adiciona-se um a um). Molde os bolinhos com a ajuda de duas colheres de sopa e fritam-se em óleo abundante e bem quente.
Bolinhos de Bacalhau Deliciosos Full View


INGREDIENTES:
Para 4 pessoas

1 lombo de bacalhau ;
1 litro de leite ;
2 cebolas médias ;
4 colheres de sopa de azeite ;
1 folha de louro ;
sal e pimenta


Confecção:
Depois de bem demolhado, corta-se o bacalhau em postas. Leva-se a cozer com o azeite.
Entretanto, picam-se as cebolas e levam-se a estalar com o azeite, o louro, sal e pimenta e um pouco de leite de cozer o bacalhau. A cebola deve ficar branca e macia e nunca loura.
Depois de cozido, escorre-se o bacalhau e coloca-se num recipiente de barro ou, o que é preferível, cada posta num recipiente de barro individual. Deita-se a cebola sobre as postas de bacalhau, que depois se cobrem completamente com a maionese. Contorna-se com o puré de batata passado com a seringa ou saco e leva-se a gratinar.
Enfeita-se com azeitonas pretas.

Receita de uma célebre casa de pasto que existiu no Porto a cujo proprietário davam o nome de Zé-do-Pipo.



Bacalhau à Zé-do-Pipo Full View



Na Eslováquia, tal como na Polônia, as famílias católicas dão início à celebração do Natal com uma ceia, quando a primeira estrela aparece no céu. A Kapustnica não pode pode faltar à mesa da festa de Natal e cada família tem a sua própria variação da receita tradicional. Algumas famílias comem esta sopa durante 12 dias, desde a ceia de Natal, a 24 de dezembro, até 6 de janeiro.
Trata-se de uma sopa marcadamente festiva, feita com ameixas, cogumelos e enchidos. No entanto, o segredo da receita é o chucrute (um repolho ralado e fermentado, muito apreciado nos países da Europa setentrional).
A sopa fica ainda melhor no dia a seguir ao da confeção, pois os sabores ficam mais ligados uns aos outros. Basta aquecer e acrescentar um pouco de água se estiver muito grossa (de qualquer forma, a Kapustnica é uma sopa espessa). Bom apetite!

INGREDIENTES

1 colher das de café de pimenta preta
1 colher das de chá de colorau
1 colher das de chá de tomilho seco
1 colher das de sopa de sal fino
1 folha de louro
1 punhado de cogumelos secos
2 cebolas grandes
2 colheres das de sopa de óleo de girassol
2 dentes de alho
250 g de chouriço
30 g de ameixas pretas
800 g de chucrute

MODO DE PREPARO

Demolhe os cogumelos em água fervente. Aquecer o óleo em fogo baixo e junte as cebolas picadas, deixando refogar até as cebolas ficarem transparentes. Junta-se o chucrute escorrido e cortado em pedaços. Mexa com uma colher de pau e acrescente água até cobrir o repolho. Tempere com sal, louro, tomilho, pimenta e colorau, acrescentando, por fim, os cogumelos. Tape e deixe ferver até o chucrute estar cozido. Se necessário, acrescente mais água quente, mas de forma a que a mistura fique bem espessa. Quando levantar fervura, coloque o chouriço inteiro na panela. Acrescente o alho picado e as ameixas. Mexa, torne a tapar e deixe cozinhar em fogo brando. Quando o chouriço estiver cozido, retire-o e corte-o em rodelas. Deite o chouriço cortado na sopa, que deve ser servida assim que estiver pronta.

Kapustnica (Sopa de Natal – Eslováquia) Full View

O primeiro documento conhecido com menção à tortilha espanhola é de Navarra. Trata-se de um documento de origem anônima, chamado "Memorial de la ratonera", dirigido às Cortes em 1817, onde se mostram as condições miseráveis em que vivem os camponeses, em comparação com os habitantes de Pamplona e Ribera. Após listar vários dos alimentos consumidos pelos camponeses, há uma citação que diz "...dos o tres huevos en tortilla para cinco o seis, porque nuestras mujeres la saben hacer grande y gorda con pocos huevos mezclando patatas, atapurres de pan u otra cosa..." (dois ou três ovos em uma tortilha para cinco ou seis pessoas, porque nossas mulheres sabem prepará-la grande e pesada mesmo com poucos ovos, misturando batatas, pedaços de pão ou outras coisas...)

INGREDIENTES

1 xícara das de chá de azeite
4 batatas bastante grande
Sal a gosto
1 cebola grande picada
4 ovos dos grandes

MODO DE PREPARO

Corte as batatas e a cebola em rodelas o mais fino possível. Em uma frigideira grande aquecer o óleo.  Adicionar fatias de batata e cebola e fritar em o óleo quente, virando-as de vez em quando para que fritem dos dois lados.  Reserve.
Em um refratário bata os ovos com um garfo, adicione as batatas e cebolas reservadas. Aqueça 2 colheres de óleo em uma frigideira e despeje a mistura.  Cozinhe em fogo médio.  Quando começar a dourar de um lado, vire e doure o outro. Sirva quente.
Tortilhas de Patata Full View

A Paella surgiu na Espanha, nos séculos XV e XVI, na região de Valência, mais especificamente na região de Albufera, região de grandes arrozais e de grande produção de verduras frescas. Originalmente um prato popular, foi criada pelos camponeses que partiam para o campo com a paellera ou paella, arroz, azeite e sal e agregavam ingredientes da caça, legumes da estação e as sobras que possuíam. O tomate só foi acrescentado posteriormente, trazido da América por Cristóvão Colombo, e o frango, que era muito caro para os padrões da época.
O nome paella vem de uma expressão lendária que significa "para ella". O prato era feito pelo noivo em homenagem a noiva no dia do casamento. Um saboroso presente do marido à sua futura mulher. A paella é um tipo de ensopado de arroz, legumes, carnes e frutos do mar. Uma mistura bem "caliente" para aquecer os novos relacionamentos.

A Tradicional Receita

INGREDIENTES

1 coelho pequeno e tenro cortado em pedaços  médios
1/2  kg de pato cortado em pedaços médios (de preferência coxa e sobre coxa pequenas)
12 escargots com casulo
12 escargots sem casulo
1/2 kg de vagem
1/4 kg de cebola branca em rodelas
2 pimentões vermelhos grandes
3 tomates maduros mas firmes
1  cabeça de alho cortado em fatias bem finas
1 molho de salsinha
1 molho de cebolinha picados bem fininho
1/2 kg de favas brancas grandes (re-hidratar, salgar e ferver até ficarem bem macias)
1 molho de alecrim fresco
3  limões
100 ml de azeite de oliva bem denso (se for espanhol melhor)
100 ml litro de óleo de soja
Sal e pimenta calabresa a gosto
Açafrão em rama
Açafrão em pó (colorante)
1/2 kg de arroz parabolizado sem lavar
1 L de caldo de galinha

MODO DE PREPARO:


Numa panela funda, colocar caldo de galinha, alguns pedaços de coelho e pato (preferencialmente) gordurosos.
Coloque um pouco de azeite e em fogo lento ir frite, com pouco azeite, as carnes e os caracóis sem casulo, reservando.
Não esquecer de ir salgando cada item à gosto .
Fritar os legumes (exceto os tomates) da mesma forma que as carnes, sem esquecer de salgar cada verdura, reservando.
Frite a salsa e a cebolinha, reservando também. Finalizamos esta etapa refogando o alho que sobrou, até ficar bem amarelinho, jogando então os tomates, sem pele, bem picados, sempre colocando um pouco mais de azeite a medida que elaboramos o prato. A seguir vamos misturando tudo com uma escumadeira, continuando a fritar e pingando azeite. A partir deste momento temperamos com páprica, açafrão em pó e a pimenta a gosto.
È interessante deixar alguns pimentões em fatias grandes (sem semente)  para enfeitar o prato, bem como os escargot com casulo.
Junte tudo em uma panela e coloque o caldo que deve estar fervendo enchendo até quase a borda (asta los clavos), passamos para fogo alto e deixamos ferver por pelo menos 20 minutos.
É importante que, a esta altura, a paella esteja toda fervendo por igual. Não deve ser mexida a mistura, o caldo trabalha por si só.
À continuação colocamos o arroz em cruz, em toda a extensão da paella, e esperamos  ficar pronto (aproximadamente 20 minutos), de preferência um pouco durinho.
Quando o arroz começa  a ficar pronto (começa a secar o arroz), é hora de começar a desenhar a paella, enfeitando com os caracóis e os pimentões.
Pulverizar o açafrão em rama depois de tostado e espalhar algumas  rodelas de limão.
Quando o arroz estiver ao ponto desligar o fogo, cobrir a paella com alguns galhos de alecrim ou tomilho e abafar com papel absorvente. Esperar uns 15 minutos e servir
Paella Full View

Generosa, familiar, a potée tomou, com o passar dos anos, o nome do antigo recipiente no qual era preparada originalmente: um grande pote de barro, colocado no fogo, acolhia carnes e legumes da estação, como as couves, os nabos, o aipo, as batatas, para uma cozedura longa num caldo bem aromatizado.
Popular em todas as zonas rurais francesas, é um prato muito completo, que é particularmente comido no inverno. Cada região de França tem a «sua» receita, com andouille, carne de vaca, borrego para algumas, ou confit de pato como a «garbure» no sudoeste.
A versão de Franco Condado distingue-se pelas suas carnes e as suas charcutarias fumadas (salsicha, lard, paleta), verdadeiramente típicas da região, como a salsicha de Morteau, fumada com madeira de zimbro ou resinosas. Perfumes incríveis para combinar com um vinho tinto do Jura ou um Beaujolais, bem fresco.
Preparação: 40 min. – Cozedura: 1h30 min.
Para 6 pessoas

INGREDIENTES

• 2 salsichas de Morteau
• 500 g de peito fumado
• 500 g de pá de porco fumada
• 1 couve
• 300 g de cenouras
• 300 g de batatas
• 200 g de nabos
• 2 alhos-franceses
• 1 dente de alho
• 1 cebola
• 1 ramo guarnecido (tomilho, louro)
• sal, pimenta

MODO DE PREPARO

1. Limpar e picar o alho e a cebola e depois colocá-los com o ramo guarnecido numa caçarola cheia com água com sal.
2. Colocar o peito e a pá na caçarola e cozer durante 45 minutos.
3. Limpar os legumes e cortá-los em pedaços antes de os adicionar, assim como as salsichas previamente picadas usando a ponta de uma faca. Deixar cozinhar durante mais cerca de 45 minutos
4. Rectificar o tempero antes de servir apresentando o cozido numa travessa grande funda.
Vinho aconselhado: vinho tinto de Jura ou Beaujolais
A potée do Franco Condado Full View

INGREDIENTES

1 colher das de sopa de óleo
1 tablete de caldo para arroz branco
1 xícara das de chá de arroz lavado e escorrido
3 xícaras das de chá de pimentão verde , vermelho e amarelo picados em pedaços pequenos
1 lata de creme de leite


MODO DE PREPARO

Em um recipiente refratário alto coloque duas xícaras das de chá de água e leve ao microondas em potência alta por cerca de 4 minutos. Retire do forno, adicione o óleo, o caldo e o arroz e misture bem. Volte ao microondas tampado em potência alta por cerca de 8 minutos. Misture e deixe em tempo de espera por 6 minutos. Escalde os pimentões com água fervente e misture-os ao arroz bem quente. Despeje o creme de leite sobre o arroz e misture delicadamente para incorporar bem. Sirva a seguir.

Dica: - Se desejar, você pode substituir os pimentões por palmito picado, seleta de legumes, cenoura ralada, azeitonas.
Arroz colorido ao creme Full View

INGREDIENTES

2 colheres das de sopa de azeite ou óleo
1/2 cebola picada
2 dentes de alho amassados
2 xícaras das de chá de arroz
2 tomates sem pele e sem sementes picados
300 g de lingüiça calabresa picada
150 g de paio em fatias
4 xícaras das de chá de água fervente
3 xícaras das de chá de repolho cortado em tiras finas
Sal e pimenta-do-reino a gosto
Salsa picada a gosto


MODO DE PREPARO

Em uma panela, aqueça o azeite, frite a cebola e o alho. Refogue o arroz, junte o tomate, a lingüiça e o paio. Acrescente a água, misture o repolho, tempere com sal e pimenta-do-reino. Cozinhe em fogo brando com a panela tampada pela metade. Desligue o fogo, deixe descansar por alguns minutos. Com um garfo, solte o arroz e transfira para uma travessa. Salpique a salsa e sirva.

Dica: Substitua o repolho por escarola cortada em tiras. Se preferir, utilize outro tipo de lingüiça.
Arroz caipira com lingüiça calabresa Full View

Ingredientes

1 xícara de feijão vermelho embebido durante a noite
3 xícaras de água
1 cebola grande
1 folha de louro (opcional)
1 colher de chá de gengibre picado
1 colher de chá de alho picado
pitada de assa-fétida (opcional)
pitada de açafrão em pó
1 colher de chá de sementes de cominho
1 colher de chá de pimenta vermelha em pó
2 tomates grandes picadinha
1/4 colher de chá de garam masala chão
1/2 colher de chá de cominho em pó
1 colher de sopa de coentro em pó
1 1/2 tbsps óleo ou ghee (manteiga clarificada)
sal a gosto
coentro fresco picado folhas para enfeitar (opcional)

Método

Lave o feijão e molho em água durante a noite.
Na manhã seguinte, a pressão cozinhe até ficar macio ou cozinhar em uma panela grande de água até macio.
Retire meia xícara de feijão cozido, esmague grosseiramente e reserve.
Moer a cebola, o gengibre eo alho para um belo colar.
Ghee Calor / óleo em uma vasilha e adicione as sementes de cominho e deixá-los marrom.
Adicione o assa-fétida e frite por alguns segundos e, em seguida, adicione a pasta de cebola chão e
refogue até dourar aspersão de água de vez em quando até que o ghee começa separando da pasta.
Adicionar pwd vermelho chilli, pwd açafrão, coentro pwd, cominho pwd e sal.
Misturar bem.
Adicione os tomates e cozinhe até que separa ghee.
Adicione os grãos inteiros cozidos junto com a água resíduo deixado enquanto a pressão cozinhar.
Cubra e cozinhe por 3 mintues.
Adicione o feijão esmagado e uma xícara de water.Mix bem.
Adicionar garam masala e deixe cozinhar até a consistência de molho necessário.
Decore com folhas de coentro picadas.
Sirva quente com arroz branco, arroz jeera, chappatis ou phulkas.
Rajma Full View

INGREDIENTES

1/2 colher das de chá de sal
2 xícaras das de chá de água
2 colheres das de sopa de manteiga
1/2 xícara das de chá de cebola processada
3/4 xícara das de chá de pimentão vermelho processado
2 xícaras das de chá de polpa de abacaxi fresco
2 xícaras das de chá de presunto processado
1 lata de ervilhas
1 colher das de sopa de molho de soja
1 colher das de chá de gengibre processado
Folhas de espinafre
Tiras de pimentão vermelho para decorar

MODO DE PREPARO

Unte uma forma de buraco no meio. Numa panela prepare o arroz com sal e água. Em outra panela derreta a manteiga, acrescente a cebola e cozinhe até ficar transparente. Acrescente o pimentão e o abacaxi e cozinhe mexendo até ficarem macias. Transfira para um refratário, acrescente o presunto, as ervilhas, o arroz pronto, o molho de soja e o gengibre. Misture delicadamente. Coloque na fôrma, nivele a superfície e pressione. Desenforme num prato forrado com folhas de espinafre e decore com tiras de pimentão.
Arroz Havaiano Full View

INGREDIENTES

1 kg de coxas e sobrecoxas
2 cubos de caldo de galinha
2 xícaras -chá de abacaxi (em calda) cortados em cubos
½ xícara -chá de cebola picadinha
1 xícara -chá de tomate sem sementes
½ xícara -chá de pimentão picado em cubos
1 cenoura pequena picada
1 colher -sopa de molho de soja
2 colheres -sopa de óleo
1 ½ xícara -chá de água fervente

MODO DE PREPARO

Dissolva os cubinhos em 2 colheres -sopa de água fervente. Misture a cebola e tempere o frango, Reserve por 15 minutos. Em uma panela, aqueça o óleo e doure bem os pedaços de frango. Adicione os tomates, refogue por um instante. Acrescente a cenoura, o pimentão, e o restante da água fervente. Tampe e cozinhe tudo em fogo baixo, até o frango ficar macio. Junte o abacaxi com a calda e o molho de soja. Ferva por mais 5 minutos. Sirva ainda quente.

Acompanhamento
Arroz Branco, Batata ou banana frita, Salada de folhas.
Frango Havaiano Full View

INGREDIENTES

1/2 copo de cogumelo fresco picado
sal e pimenta-do-reino à vontade
1/2 quilo de peixe cru moído
1 copo de farinha de rôsca
1 copo de creme de leite
pimenta, liquída
molho inglês
4 ovos

MODO DE PREPARO

Passar na máquina o peixe e tempero bem. Deixar de molho a farinha de rôsca no creme. Misturar com o peixe até se tornar pastoso. Misturar as gemas batidas, as claras em neve e acrescentar na massa, juntamente com os cogumelos picados.
Tempêro à gôsto. Untar a fôrma com manteiga e levar ao fôrno em banho-maria durante 50 minutos, com fogo fraco.
Pudim Mukai de Peixe Full View

INGREDIENTES

1 frango cortado em pedaços
1 lagosta
10 amêndoas
2 tomates maduros
1 cebola
Uma barra de chocolate
1 fatia de pão frito
1 cubo de caldo
1 colher das de sopa de farinha de trigo
1 xícara das de chá de conhaque
1 raminho de salsa
2 dentes de alho
óleo
sal e pimenta a gosto

MODO DE PREPARO

Em uma panela com um pouco de óleo, coloque o frango previamente temperados com sal e pimenta e doure em fogo alto. Junte os pedaços de lagosta. frite por alguns minutos e flambe com conhaque. Reserve.
No óleo restante na panela, refogue a cebola, acrescente os tomates picados e deixe cozinhar por alguns minutos. Em seguida, adicione o alho, pão, chocolate, amêndoas e salsa, muito bem picados. Adicione o cubo de caldo de carne e a farinha de trigo dissolvida em água. Misture, deixe ferver por alguns minutos e por fim acrescente o franto e a lagosta previamente reservados. Misture e deixe cozinhar em fogo baixo por meia hora.
Lagosta e frango Full View

Arrack, também grafado arak, é uma bebida alcoólica destilada produzida tipicamente no Sul e no Sudeste da Ásia, feito a partir da seiva fermentada das flores do coco, cana-de-açúcar, grãos (como o arroz vermelho) ou frutas, dependendo de seu país de origem. Quando é elaborado especificamente a partir de seiva de tuaqueira (Arenga pinnata) recebe o nome de tuaca. O destilado, de cor clara, é então misturado, envelhecido em barris de madeira, ou sucessivamente destilado e filtrado, dependendo dos objetivos visados em termos de gosto e cor pelo seu fabricante. O arrack não deve ser confundido com o arak, uma bebida com sabor de anis consumida tradicionalmente no Mediterrâneo Oriental e no Norte da África.
Arrack Full View

INGREDIENTES

1/2 xícara das de chá de presunto picado em tira
1/2 xícara das de chá de camarões descascados e cozidos
1/2 xícara das de chá de carne de porco picada miúda
1/4 xícara das de chá de de talo de salsão picado
1/2 xícara das de chá de fatias fritas de cebola
1/2 xícara das de chá de carne de caranguejo
4 xícaras das de chá de arroz cozido
2 colheres das de sopa de molho de soja
4 colheres das de sopa de óleo vegetal
2 pimentas vermelhas ardidas, picadas bem fino (opcional)
2 cebolas médias picadinhas
1 dente de alho picado fino
Pimenta-do-reino a gosto
6 ovos

MODO DE PREPARO

Aqueça uma frigideira pequena e pingue um pouco de óleo. Bata os ovos e faça 4 pequenos omeletes, deixando uma parte sem usar. Reserve. Coloque na frigideira mais duas colheres (sopa) de óleo e faça uma omelete mais grossa com os ovos restantes. Corte em quadrado e reserve para enfeitar. Frite as cebolas e o alho, em 2 colheres (sopa) de óleo, durante 2 minutos. Junte a carne de porco picada, mexendo até que fique cozida. Coloque os camarões os 4 omeletes, o molho de soja, sal, pimenta e o arroz, deixando fritar. Mexendo sempre, durante 10 minutos, em fogo baixo. Guarneça com as omeletes picadas, a pimenta vermelha, o presunto, carne de caranguejo, o salsão e as fatias de cebola.

Nasi goreng (arroz frito) Full View

Frango frito é tão popular na Indonésia que eles têm a sua própria rede de franquias chamada "mbok Berek," como uma espécie de KFC indonésio. As semelhanças terminam aí. Indonésia frango frito é primeiro marinado e depois cozido em uma mistura saborosa de especiarias e ervas. Só então é frito dourado, perfeição crocante.

Existem inúmeras variações para a receita básica. Kuning Ayam goreng , matizado um rico amarelo ( Kuning ) com açafrão, é um dos mais populares. Outras variações comuns estão listados abaixo.

4-6 porções

INGREDIENTES

Frango, cortado em peças de servir - 1 e 1/2 a 2 kg
De alho picados - 3 ou 4 dentes
Coentro - 1 colher de sopa
Cúrcuma - 2 colheres de chá
Folhas de louro - 2
Sal e pimenta - a estação
Água ou água de coco (ver Notas) - 2 xícaras
Óleo para fritar

MODO DE PREPARO

Em uma tigela grande, misture o frango com o alho, coentro, cúrcuma, louro, sal e pimenta. Arrefecer e molho durante pelo menos uma hora.
Adicione o frango, marinada e água ou água de coco para uma panela grande e leve para ferver em fogo médio-alto. Reduza o fogo para médio-baixo e cozinhe por cerca de 30 minutos, ou até que o líquido esteja reduzido eo frango esteja cozido. Retire o frango da panela e deixe esfriar
Aqueça o azeite em uma frigideira, frigideira ou wok. Adicione os pedaços de frango e frite até dourar e crocante por fora.
Escorra o frango em papel toalha e sirva quente ou à temperatura ambiente no com arroz branco e uma salada simples. Skim migalhas ou pedacinhos crocantes do óleo e polvilhe-os sobre o frango como um enfeite.

VARIAÇÕES AYAM GORENG
Ayam Goreng Asam (Tamarind frango frito): Reduzir a 1 colher de chá de cúrcuma. Misture 2 colheres de sopa de pasta de tamarindo com um quarto de xícara de água quente. Coe e acrescente à marinada. 

Ayam Goreng Belacan (pasta de camarão frango frito): Reduzir a 1 colher de chá de cúrcuma. Adicione 1 colher de sopa de pasta de camarão ( belacan ) para a marinada.

Ayam Goreng Kalasan (Kalasan estilo doce frango frito): Reduzir a 1 colher de chá de cúrcuma. Adicione 1 colher de sopa de galanga picada e 3 colheres de sopa de açúcar mascavo para a marinada. Sirva com um molho de alho-molho vermelho.

Ayam Goreng Lengkuas (Galanga frango frito): Reduzir a 1 colher de chá de cúrcuma. Adicione 3 colheres de sopa de galanga picada para a marinada.

Ayam Goreng Mentega (Manteiga frango frito): Marinar o frango em 2 colheres de sopa de gengibre, 2 colheres de sopa de alho, sal e pimenta. Frite o frango em um pouco de óleo até dourar de todos os lados. Retire o frango para um prato e despeje todo o óleo extra.Adicione à panela 4 colheres de sopa de manteiga, 2 colheres de sopa de molho inglês, 2 colheres de sopa de molho de soja, 2 colheres de sopa manis Kecap ou açúcar mascavo e suco de 2 limões. Adicionar para trás o frango, tampe e cozinhe em fogo baixo até que o frango esteja cozido eo molho engrossar.

Lower Fat-Version : Asse o frango por 10 a 15 minutos em um forno de 350 ° F em vez de fritar.
Outros Marinada Adições: Outros ingredientes são muitas vezes adicionados para a marinada. Faça o seu próprio marinada personalizado com qualquer um ou todos os seguintes acréscimos: 1 talo de capim-limão, parte branca apenas, esmagado; 5 ou 6 candlenuts terra, caju, avelãs ou nozes de macadâmia; 2 ou 3 pimentões picados vermelhas, 2 ou 3 colheres de chá de gengibre fresco picado; Quarto copo ralado, coco sem açúcar.Substituto do leite de coco por alguma ou toda a água ou água de coco. Misture o frango cozido com meia xícara de amido de milho antes de fritar para um revestimento crocante, crocante.

NOTAS
A água de coco é não a mesma coisa que o leite de coco. A água de coco é o líquido claro no meio de coco fresco, enquanto que o leite de coco é feita por imersão de carne coco ralado em água e extraindo o resultado. A água de coco pode ser frequentemente encontrado nos mercados asiáticos ou latino como uma bebida enlatada. Se é sem açúcar, você pode usar este para cozinhar.
Ayam goreng kuning Full View

INGREDIENTES (6 porções ):

750 g de cordeiro desossada (carne)
1 cebola grande picada finamente
1/2 xícara de óleo de girassol
1 colher das de chá de açafrão
1 e 1/2 xícaras das de chá de água
1/2 xícara das de chá de limão seca (ou suco de limão fresco)
1 xícara das de chá de feijão encarnado
Sal (a gosto)
Pimenta preta (a gosto)
1 e 1/2 xícaras das de chá de espinafre, bem picado
1/2 xícara das de chá de salsa, bem picadas
1/4 de xícara das de chá de cebolinha, bem picadas
1/4 de xícara das de chá de coentro, bem picadas (opcional )

MODO DE PREPARO

Lave bem a carne, cortada em cubos de 3/4 polegada [2 cm]. Frite a cebola picada. Adicione cúrcuma e frite por mais minutos. Aumente o fogo, acrescente os cubos de carne e mexa em fogo alto até a carne mudar de cor. Reduza o calor. Adicione a água, o feijão, sal e pimenta a gosto. cubra e cozinhe até que a carne esteja macia (1 hora, pelo menos) Adicione legumes preparados para frigideira. Adicione o limão seco (ou o suco de limão), Tampe a panela e deixe cozinhar por mais 10-15 minutos Ajuste o tempero e sirva com arroz branco com açafrão.
Ghormeh Sabzi Full View

Khoresht Baamieh é um tradicional cozido de origem persa que é comido em todo o Oriente Médio. Alimentos iranianos são extremamente variados e alterações dependendo da parte do Oriente Médio que você visita. Cozinha iraniana também combina sabores maravilhosos de outros países do Médio Oriente, como a Índia. Arroz Basmati é um maravilhoso exemplo disto. Este arroz perfumado faz o seu caminho em cozinha persa e é usado para adicionar um maravilhoso complemento perfumado para muitos pratos de carne.Quiabo também é um grande vegetal que é usado de forma proeminente na culinária persa. Nesta receita, vamos discutir como preparar a manutenção de uma textura firme mas terno.

INGREDIENTES

1 e 1/2 a 2 quilos estufar carne ou cordeiro cortado e cortado em cubos de 1 polegada
3 colheres de sopa de azeite de oliva extra-virgem
2 grandes cebolas picadas
4 dentes de dentes de alho picados
250 g pode tomate picado
300 g de tomate
2 cubos de caldo de carne
1 folha de louro
1 colher de chá de açafrão
1/4 colher de chá de canela
500 g de quiabo - fresco ou congelado
adicionar a gosto sal
adicionar a gosto Pimenta
o suficiente para fornecer 6-8 porções de arroz cozido

MODO DE PREPARO

Comece por preparar a carne. Leve uma panela 5 quart com uma tampa, coloque o óleo na panela e adicione os pedaços de cordeiro ou carne e deixe cozinhar até que a carne é marrom em todos os lados. Isso deve levar cerca de 5 minutos. Em seguida, adicione a cebola e o alho para a carne e sautee por mais 5 minutos. Tente colher a cebola e o alho sobre a carne, a fim de infundir um pouco do sabor diretamente na carne. Adicione o tomate em cubos, tomate, buillon, folha de louro, açafrão e canela; em seguida, adicione água suficiente apenas para cobrir tudo.

COZINHE: 1 hora e 20 minutos min
Khoresht Baamieh (persa Meat & Quiabo Stew) Full View

INGREDIENTES

1 maço de folhas de uva
2 xícaras de arroz cru
1 cebola média cortada em cubos
1 xícara de azeite de oliva
2 xícaras de água
1 xícara de salsa fresca picada
2 colheres de sopa de endro fresco picado
1 colher de chá de hortelã fresca picada
1 xícara de queijo feta, esfarelado
1 xícara de nozes picadas
1 xícara de passas secas
1 xícara de suco de limão
Sal e pimenta a gosto

MODO DE PREPARO

Em uma panela, refogue a cebola no azeite até marrom claro. Adicione o arroz e marrom levemente. Adicione a água, o sal e a pimenta. Levar a água para ferver e cozinhe por 5-7 minutos, ou até que a água é absorvida, mas o arroz é apenas parcialmente cozido. Certifique-se de arroz não se ater ou queimar. Adicione todos os ingredientes, exceto o suco de limão e misture bem. Escorra as folhas de uva e coloque 1 colher de sopa de recheio no centro de cada folha. Dobre os lados e rolar a folha de cima. Coloque as folhas de pelúcia em uma panela em linhas pares e apertadas que cobrem o fundo da panela. Quando a camada inferior é concluída, inicie outra camada. Continuar dolmas rolar até que todo o enchimento é usado. Adicione o suco de limão e água suficiente para cobrir metade das folhas laminadas. Coloque um prato sobre a camada superior para manter a pelúcia deixa para baixo e para impedi-los de desenrolando enquanto cozinha. Ferver em fogo baixo até que a maior parte do líquido é absorvido, cerca de 45 minutos. Retirar a placa e dolmas da panela, regue com azeite e suco de limão azeite e sirva. Pode ser servido quente ou em temperatura ambiente. Sirva com iogurte e hortelã molho, se desejar.
Persian Stuffed Grape Leaves - (Dolma) Full View

INGREDIENTES

500 g de arroz basmati
4 peitos de frango sem osso e sem pele ()
1 kg de cereja azedo (ou cerejas pretas ou cerejas) (ginjas)
1 kg de açúcar
2 cebola (médio)
1/2 colher de chá de açafrão
óleo de cozinha
sal
pimenta do reino (opcional)
batata (opcional)

MODO DE PREPARO

Lave as cerejas e remover as pedras. Adicione o açúcar. Use menos açúcar se você estiver usando cerejas normais, em vez de ginjas ou pretos. Trazer para ferver e cozinhe em fogo médio por 15-20 minutos.

Retire do fogo e deixe esfriar completamente. Retire a calda extra.

Descasque e corte finamente as cebolas. Lave os peitos de frango, acrescente a cebola, sal e pimenta preta, e um copo de água quente e cozinhe em fogo médio por 20-25 minutos.

Deixe esfriar, em seguida, filtrar o suco de frango e salvar para uso posterior.

Siga as instruções para preparar Polow até que o arroz é lavado.

Misturar metade do arroz lavado com as cerejas.

Despeje 2 colheres de óleo de cozinha e metade de um copo de água quente na panela. Descasque e cortar as batatas em cerca de 1 cm fatias finas e espalhar as rodelas de batata no fundo do vaso.

Siga com o arroz-cereja e cubra com metade do arroz restante.

Espalhe frango sobre o arroz e cubra com o arroz restante. Forma em um cone.

Misture 2-3 colheres de óleo de cozinha com o xarope de cereja e suco de frango e despeje a mistura sobre o arroz.

Tampe a panela e cozinhe em fogo baixo por cerca de uma hora.

Dissolva o açafrão em um pouco de água quente (mas não fervente) ou mergulhar os fios na água quente por alguns minutos antes de usar (o que ajuda liberar os componentes benéficos).
Quando o arroz estiver cozido, retire um pouco dele e misturá-lo com o açafrão dissolvido.
Ao servir, espalhe açafrão-arroz sobre Albaloo-Polow.

Albaloo Polow ~ Arroz persa com Ginjas Full View


Fazendo fronteiras com a Espanha ao norte e a leste, Portugal possui como capital Lisboa. Na costa do Oceano Atlântico, esta cidade conhecida como « cidade do passeio » guia o visitante tranquilamente por suas ruas multicoloridas. O coração histórico de Lisboa, a Praça Dom Pedro IV ou Rossio era um local de reuniões na Idade Média. Ela acolhe atualmente o Teatro Nacional Dona Maria II, verdadeiro polo artístico da cidade. É ainda no Bairro Alto que se conhece de perto a vida dos habitantes, entrando nas lojas típicas, nos restaurantes e nos bares. Em frente ao mar, a Praça do Comércio é lembrada pela beleza de seu Arco do Triunfo. Do alto de sua colina, o Castelo São Jorge marca a cidade com seu estilo imponente. Este edifício majestoso com duas torres serviu respectivamente de residência real, de quartel general e de prisão. Objeto de exotismo em plena capital, o jardim botânico possui uma importante coleção de cactus e seduz pelo grande caminho de palmeiras e de nenúfares. A exposição universal de 1998 deixou sua assinatura : um espetacular Oceanório.
Ao norte do litoral se encontra Porto e sua antiga cidade, Ribeira. Classificado pela UNESCO, o bairro possui diversos monumentos em arquitetura típica. Dentre os imperdíveis, podemos citar a Sé e seu campanário de azulejos misturando diversos estilos arquiteturais e o Palácio da Bolsa de Valores, onde se encontra o salão árabe de Alhambra de Granada. Do alto da Torre dos Clérigos, tem-se uma vista soberba da cidade.
Ao sudoeste de Porto, Vila Nova de Gaia apresenta os segredos de fabricação do famoso vinho do Porto aos conhecedores e aos leigos.
No extremo sul de Portugal, a região de Algarve apresenta belas paisagens e praias de areia fina que seduzem vários turistas em busca de descanso. Assim, se Faro evoca o mar, a cidade também apresenta uma reserva natural de mais de 17 hectares onde os pássaros fazem uma parada durante o período migratório, ou ainda a lagoa Ria Formosa.

FESTIVIDADES
1 de janeiro : Ano Novo
25 de abril : Dia da Liberdade
1 de maio : Dia do Trabalho
10 de junho : Dia de Portugal
15 de agosto : Assunsão de Nossa Senhora
5 de outubro : Implantação da República
1 de novembro : Dia de Todos os Santos
Dezembro : Restauração da Independência (1 de dezembro), Imaculada Conceição (8 de dezembro), Natal (25 de dezembro)
Portugal Full View

A gastronomia portuguesa é bastante marcante e variada, com evidência para as especialidades típicas das diferentes regiões do país, formadas a partir de tradições e ingredientes locais.
Alguns pratos da gastronomia portuguesa tem como base as especiarias trazidas para o país pelos navegadores dos Descobrimentos. Pimenta, canela, nóz moscada, caril foram alguns dos ingredientes que ajudam hoje a compor os deliciosos pratos das vastas ementa gastronômica.

Canela em pau

Noz-moscada

Uma refeição típica, em Portugal, começa pelos aperitivos que poderão ir de azeitonas (condimentadas com azeite,alho e orégano, ou simples) enchidos assados, queijos de ovelha ou de cabra, saladas de polvo, de ovas, de orelha de porco, presunto, ou simplesmente pão e manteiga.

Salada de polvo

Azeitonas

Segue-se a sopa, cuja a variedade é infindável. Sopas de legumes, de tomate, do “cozido” de marisco, ou algumas das mais famosas: a “açorda alentejana”; composta de pão; alho, coentro ,azeite, ovo escalfado e água a ferver ou o nacional “caldo verde”, feito de legumes, batata, e acompanhado por chouriço. Na grande maioria dos restaurantes localizados à beira mar, faz se sopa de peixe, uma iguaria à base de vários peixes.Existem também sopas que funcionam quase como refeições.

É o caso da “SOPA DE PEDRA”, que mistura carnes e batatas no caldo da “SOPA DE CAÇÃO”, especialidade que se encontra normalmente no Alentejo: postas de cação servidas com caldo e pão. Peixe é uma constante na gastronomia portuguesa, sendo que o grande ênfase VAI PARA AS SARDINHAS, nos meses de verão e para o bacalhau; presença constatante em qualquer altura do ano, sendo mais procurado, no entanto no NATAL. Mais o mar tem muito mais variedades e algumas das espécies de peixe são saborosas.

A mais comum é a pescada, que normalmente é cozida, acompanhadas com legumes e batatas, mas linguado, salmão, truta, e tamboril poderão aparecer sob várias formas e qualquer uma delas bem apetitosas.

Caldo Verde

Sardinhas fritas

Do mar vem também o marisco. E se bem aconselhe que não deve ser consumido em meses que não tenham no seu nome a letra “r”, a verdade é que mesmo no pino do VERÃO que se tornam mais apetecíveis. Em qualquer localidade próxima ao mar, é sabido que se encontrem mexilhões, ameijoas, cadelinhas, berbigão, camarão, lagosta, santola e sapateira, apenas para nomear alguns. E mais uma vez, o que custa é a forma como se escolhe a sua confecção.

Apesar de ser conhecido pelo seu peixe, Portugal é também país de carne e a variedade gastronômica que se apresenta é bastante considerável. Porco, vaca, borrego, frango, são algumas das opções.

Do porco vem os enchidos (chouriços, morcelas são algumas dos exemplos), as costelas, os presuntos e muito mais. De todos os pratos feitos à base de porco é o “Leitão assado”, o mais conhecido.

Os amantes da carne de vaca encontram aqui o que na maior parte dos países se oferece, bifes. Grellados ou fritos, basta apenas escolher de qual da vaca é que se deseja.

Frango é sem dúvida dos alimentos mais baratos. Na maior parte dos restaurantes aparece assado num churrasco, normalmente em carvão. Também pode se costuma confeccionar em caril, estufado confeccionar em caril, estufado, ou refugado.

A doçaria é bastante variada, mas a maior oferta consiste em mousses de chocolate ou caramelo, pudim, flã, molotoff ou de ovos, doces de ovos, bolo de bolacha e alguns doces típicos da casa.


Pudim de leite

Mousse de chocolate

A acompanhar as refeições, para além dos refrigerantes, água, ou dos vinhos pelos quais Portugal é bem conhecido, em algumas casas vende-se sangria. Uma bebida com menor teor de alcoólico, doce, feita à base de vinhos e frutas

Sangria

A Culinária Portuguesa é uma explosão de cores, aromas e sabores. Todos necessitam de combustível para sobreviver, mas os seres humanos são os únicos seres vivos que aliam os gostos às simples necessidades nutricionais. Embora todos os animais se alimentem, apenas o Homem cozinha os alimentos. Deste modo, a culinária transforma-se num símbolo da nossa humanidade, algo que nos distingue do resto dos elementos da natureza. A alimentação transformou-se rapidamente num dos muitos rituais comuns aos seres humanos, variando de cultura para cultura, mas assumindo, quase sempre, uma atividade de grupo.

A culinária portuguesa É famosa em todo o mundo por seu sabor, diversidade e fartura. Os descobridores do Brasil aprenderam a combinar e aproveitar os ingredientes atlânticos e mediterrâneos com maestria, adicionando toques de influência oriental, africana e brasileira .

A cozinha portuguesa ganhou renome internacional por seus cozidos, pela qualidade de seus queijos (destacando-se o sublime "Queijo da Serra"), pelo saboroso porco preto alentejano e pelos enchidos de carne suína, pelos bons vinhos, pelos doces conventuais (à base de ovos), pelo insuperável azeite, pelas frutas e legumes saborosos, bem como pela verdadeira constelação de peixes e mariscos, regida pelo sempre versátil e saboroso bacalhau.

Um gostinho de Portugal Full View



Mast o Khiar é um prato simples iraniana tradicional, que vai bem com quase tudo. Com hortelã, pepino e iogurte faz o lanche perfeito de verão que leva apenas leva alguns minutos para fazer


INGREDIENTES


2 xícaras de iogurte (não doce. Só um pouco azedo é perfeito. Mina é feito em casa)
1/2 de um grande pepino
1 colher de sopa de hortelã seca
4-5 raminhos de hortelã fresca
1/3 colher de chá de sal
Passas (opcional)


MODO DE PREPARO

Ok, isso é fácil. Despeje cerca de dois copos de iogurte em sua tigela. Adicione 1 colher de sopa-de hortelã seca. em Adicionar cerca de 1/3 de uma colher de chá de sal. Misture-tudo. Reserve. Descasque e e corte em cubos meio pepino. Misture no yougurte reservado. Tome a hortelã fresca e coloque por cima (para decorar). Sirva gelado. Normalmente o seu bem se você fazer isso direito antes de servi-lo. Se você quiser, pode adicionar passas. Divirta-se!
Mast-o-Khiar (pepino e hortelã iraniano yougurt) Full View



INGREDIENTES

2 xícaras de arroz basmati
1 xícara de lentilhas verdes, lavadas
1/2 cebola grande (ou uma cebola pequena), em fatias finas
1/4 colher de chá de açafrão
1 1/2 xícaras de datas picado (de preferência Medjool)
de 2/3 xícara de passas
1 colher de chá de canela
1 / 2 colher de chá de cominho em pó
1/8 colher de chá de açafrão terra dissolvido em 2 colheres de sopa de água quente
2 colheres de sopa de manteiga, cortada em pedaços *
sal e pimenta
óleo de canola

MODO DE PREPARO

Coloque as lentilhas lavadas em uma pequena panela com 3 xícaras de água e 1 colher de chá de sal. Deixe ferver, baixe o fogo para médio e cozinhe por 15 minutos.Escorra e reserve.
Em uma frigideira grande calor 3 colheres de sopa de óleo de canola em fogo médio-alto. Quando o óleo estiver quente, frite a cebola por cerca de 8-10 minutos, até dourar. Se eles começarem a dourar muito rapidamente, abaixe o fogo ligeiramente.Adicione o açafrão e frite por mais um minuto. Adicione as datas picadas e as passas e frite por mais um minuto. Tire do calor e reserve.
Lavar tanto amido fora do arroz quanto possível. Para fazer isso coloque o arroz em uma tigela grande, cubra com água fria e agitar com as mãos. Você vai notar que a água vai se tornar leitoso. Escorra a água e repita. Continue fazendo isso até que a água é clara (cerca de 4-5 vezes).
Depois que o arroz é lavado, cubra com 6 xícaras de água morna e 1 colher de sopa de sal. Deixe o arroz de molho por pelo menos 30 minutos (este passo é opcional, mas o arroz será mais saboroso e macio se você fazê-lo).
Encha uma panela grande antiaderente ¾ cheio com água e 1 colher de sopa de sal.Leve para ferver em fogo alto. Escorra o arroz encharcado e adicione à panela de água fervente. Abaixe o fogo ligeiramente para médio-alto (ele ainda deve estar fervendo) e deixe ferver por 6 minutos, mexendo ocasionalmente.
Escorra o arroz em uma peneira de arame.
Usando uma toalha de papel, secar o pote. Despeje o óleo de canola suficiente em sua panela apenas para cobrir o fundo. Adicione a água de açafrão ao óleo.
Com uma espátula, adicionar arroz suficiente para formar uma camada para cobrir a parte inferior do vaso e formar o ta-cavo (a crosta de arroz dourado).
Polvilhe cerca de 1/3 das lentilhas por cima. Em seguida, adicione 1/3 da mistura de cebola / data / passas.
Misture a canela e o cominho e polvilhe sobre 1/3 sobre a mistura.
Repita as camadas formando uma espécie de pirâmide e polvilhe 1/2 colher de chá de sal por cima.
Usando o cabo de uma colher de pau picar três buracos no arroz e despeje sobre 1/4 de xícara de água misturada com óleo de canola 2 colheres de sopa. Cubra e cozinhe em fogo médio-alto por 10 minutos.
Abaixe o fogo para médio-baixo e dar um pano de prato limpo e cobrir a tampa do pote. Certifique-se de que a tampa está firmemente. Alternativamente, você pode usar uma camada dupla de papel toalha entre a panela ea tampa. Deixe o arroz de vapor por 40 minutos.
Quando o arroz estiver pronto, adicione a manteiga e misture muito delicadamente o arroz com lentilhas e mistura data. Tempere com sal e pimenta, se necessário.
Com uma espátula transferir o arroz a um prato de servir. Solte o ta-escavação com sua espátula ou uma colher de pau e sirva com o arroz. Divirta-se!
Adas Polo (Persian Rice with Lentils, Dates and Raisins) Full View

INGREDIENTES:

100 g de feijão vermelho
100 g de feijão branco
150 g de grão de bico
1 molho de espinafre
5 molhos de tempero verde
150 g de massa caseira
2 cebolas grandes cortadas em cubos
6 dentes de alho cortados
2 caldos de carne
óleo de canola (agosto)
um pouco de hortelã desidratada

Modo de Preparo:

Deixe de molho em água fria o feijão branco, o feijão vermelho e o grão de bico por 12 horas, tire esta água e deixe cozinhar numa panela grande junto com caldo de carne durante uma hora. Depois adicione o espinafre e os temperos verdes lavados e cortados na mesma panela e deixe cozinhar bem. Depois acrescente a massa caseira e deixe cozinhar. Numa frigideira, frite cebola com óleo de canola e acrescente alho. Adicione a metade da cebola e alho frito na panela, deixe ferver mais um pouco o molho da panela, deixe engrossar a seu gosto. A outra metade de cebola e alho frito acrescente hortelã desidratada e reserve para decorar na hora de servir. A comida esta pronta e pode ser servida com iogurte natural e por cima a cebola e alho frito.
Ash Reshteh Full View

Followers

Google+ Followers

HOME | ABOUT

Copyright © 2011 igvarekai | Powered by BLOGGER | Template by 54BLOGGER