Share/Bookmark

Paella

No comment yet
A Paella surgiu na Espanha, nos séculos XV e XVI, na região de Valência, mais especificamente na região de Albufera, região de grandes arrozais e de grande produção de verduras frescas. Originalmente um prato popular, foi criada pelos camponeses que partiam para o campo com a paellera ou paella, arroz, azeite e sal e agregavam ingredientes da caça, legumes da estação e as sobras que possuíam. O tomate só foi acrescentado posteriormente, trazido da América por Cristóvão Colombo, e o frango, que era muito caro para os padrões da época.
O nome paella vem de uma expressão lendária que significa "para ella". O prato era feito pelo noivo em homenagem a noiva no dia do casamento. Um saboroso presente do marido à sua futura mulher. A paella é um tipo de ensopado de arroz, legumes, carnes e frutos do mar. Uma mistura bem "caliente" para aquecer os novos relacionamentos.

A Tradicional Receita

INGREDIENTES

1 coelho pequeno e tenro cortado em pedaços  médios
1/2  kg de pato cortado em pedaços médios (de preferência coxa e sobre coxa pequenas)
12 escargots com casulo
12 escargots sem casulo
1/2 kg de vagem
1/4 kg de cebola branca em rodelas
2 pimentões vermelhos grandes
3 tomates maduros mas firmes
1  cabeça de alho cortado em fatias bem finas
1 molho de salsinha
1 molho de cebolinha picados bem fininho
1/2 kg de favas brancas grandes (re-hidratar, salgar e ferver até ficarem bem macias)
1 molho de alecrim fresco
3  limões
100 ml de azeite de oliva bem denso (se for espanhol melhor)
100 ml litro de óleo de soja
Sal e pimenta calabresa a gosto
Açafrão em rama
Açafrão em pó (colorante)
1/2 kg de arroz parabolizado sem lavar
1 L de caldo de galinha

MODO DE PREPARO:


Numa panela funda, colocar caldo de galinha, alguns pedaços de coelho e pato (preferencialmente) gordurosos.
Coloque um pouco de azeite e em fogo lento ir frite, com pouco azeite, as carnes e os caracóis sem casulo, reservando.
Não esquecer de ir salgando cada item à gosto .
Fritar os legumes (exceto os tomates) da mesma forma que as carnes, sem esquecer de salgar cada verdura, reservando.
Frite a salsa e a cebolinha, reservando também. Finalizamos esta etapa refogando o alho que sobrou, até ficar bem amarelinho, jogando então os tomates, sem pele, bem picados, sempre colocando um pouco mais de azeite a medida que elaboramos o prato. A seguir vamos misturando tudo com uma escumadeira, continuando a fritar e pingando azeite. A partir deste momento temperamos com páprica, açafrão em pó e a pimenta a gosto.
È interessante deixar alguns pimentões em fatias grandes (sem semente)  para enfeitar o prato, bem como os escargot com casulo.
Junte tudo em uma panela e coloque o caldo que deve estar fervendo enchendo até quase a borda (asta los clavos), passamos para fogo alto e deixamos ferver por pelo menos 20 minutos.
É importante que, a esta altura, a paella esteja toda fervendo por igual. Não deve ser mexida a mistura, o caldo trabalha por si só.
À continuação colocamos o arroz em cruz, em toda a extensão da paella, e esperamos  ficar pronto (aproximadamente 20 minutos), de preferência um pouco durinho.
Quando o arroz começa  a ficar pronto (começa a secar o arroz), é hora de começar a desenhar a paella, enfeitando com os caracóis e os pimentões.
Pulverizar o açafrão em rama depois de tostado e espalhar algumas  rodelas de limão.
Quando o arroz estiver ao ponto desligar o fogo, cobrir a paella com alguns galhos de alecrim ou tomilho e abafar com papel absorvente. Esperar uns 15 minutos e servir

Postar um comentário

Followers

Google+ Followers

HOME | ABOUT

Copyright © 2011 igvarekai | Powered by BLOGGER | Template by 54BLOGGER